Um Amor Além da Vida: 29 - Vulnerável



Capítulo 29 – Vulnerável

Andando nas nuvens! Não há outra maneira de descrever como eu me sentia naquele momento! Depois que eles foram embora, eu sentei no sofá, olhando para o nada, com um sorriso bobo no rosto. Marina e Carla ficaram me olhando, e esta, não conseguindo segurar sua curiosidade, sentou-se ao meu lado perguntando:

- E aí? Aconteceu o que eu estou pensando?

Vídeo - Swan Queen (Stops and Stare)


Essa é a minha mais nova obsessão. É uma série de televisão americana chamada "Once Upon A Time", e vale a pena dar uma conferida. A série recria os contos de fada, no começo. A Rainha Má (Lana Parrilla) madrasta da Branca de Neve lança uma maldição em todos, condenando-os a viver em um lugar isolado (uma cidade no nosso mundo) onde os personagens das histórias não tivessem o seu felizes para sempre. O que ela não esperava, é que depois de 28 anos, Emma Swan (Jennifer Morrison) viria para desafiá-la e salvá-los da maldição.

Um segredinho: eu shippo Regina e Emma (Swan Queen/Remma) é algo totalmente love-hate, super forte e totalmente sexy. Fala sério, olha só que lindas e sexys essas duas mulheres! Vale mais um video sim! yay!


Espero que enjoy it hehe ;)

Perdas

Olhou de baixo da cama, no vão do sofá e da mesinha, atrás da estante, dentro do armário, e nada.

Não sabia como tinha sumido. Onde tinha ido parar?

Não era possível, estava ali na frente dela naquele instante! 

Depois de tanta procura sem nada achar, desistiu.

Saiu, sentou no bar, pediu uma bebida e lá ficou.

Com aquela cara de perda, perda de algo importantíssimo.

Alguém sentou ao lado dela.

Um Amor Além da Vida: 28 - O Jantar



Capítulo 28 – O Jantar

Naquele momento em que nos encaramos, na sala da casa de Carla, eu sabia que estaria perdida naquela noite. Os olhos dela me comeram de cima a baixo, desculpem-me a palavra, mas não teria outra para descrever a ação. E tenho que confessar que também não consegui tirar meus olhos de cima dela! Clarice estava completamente... Linda! Toda de preto com detalhes em vermelho na blusa, o cabelo em um rabo de cavalo, deixando que seu perfume delicioso exalasse mais deliciosamente, e no seu decote, eu notei o pequeno colar no pescoço dela.

Girl Talk: Mulher Pelada


Ahá! Enganei vocês de novo! Todos concordamos que mulher pelada é o que há, mas essa mulher da qual falarei hoje é aquela viciada em bola (ow!) e não é isso o que estão pensando! Mulher Pelada, aquela que não perde um futebol na televisão, na rua ou uma simples pelada comazmiga. 

Um Amor Além da Vida: 27 - Já É Hora de Lutar



Capítulo 27 – Já É Hora de Lutar

Os meses passaram e eu não falava com Priscila fazia um bom tempo, mas nunca parava de pensar nela. Ficar longe das lembranças era impossível, por isso ia sempre ao apartamento dela para relembrar. Sei que pode parecer uma paranóia, ou que pelo menos eu deveria resistir... Só que eu a amava com todas as forças, não podia e não queria ficar longe, acreditava que um dia ainda iria vê-la novamente. A cada dia que passava as coisas iam melhorando, acostumei-me a ficar na minha, nem tão feliz nem tão triste, andava ás vezes de mau humor, mas já estava melhor da depressão.

Conto - Caras Como Eu, Garotas Como Você



Conto – Caras Como Eu, Garotas Como Você

Sentado na cama, o copo de uísque na mão. Tomou mais um gole, a bebida desceu raspando a garganta. Como ele a queria de volta, Deus, como ele daria tudo para tê-la de volta! Mas isso era impossível. Esfregou os olhos vermelhos, a insônia vencia mais uma vez. Olhou para o apartamento em estado lamentável, copos espalhados, xícaras de café inacabadas, meias, roupas e cuecas espalhadas pelo chão, sapatos faltando um par, cds, dvds e livros em cadeiras e mesas. Um resto de pizza de queijo ainda na caixa, pratos de comidas congeladas se amontoando na pia. Que grande bagunça, como se ele se importasse.

Imagens Que Contam Histórias 15


Explosão. Explosão de estrelas, de sentimentos, de sensações, as quais ela não podia se conter. Seu corpo contorcia de prazer, a cabeça inclinada para trás, os olhos bem fechados, as pernas abertas. Explosão. Fora de órbita... Quando se tocava, era um momento só dela, de mais ninguém. Momento, o qual ninguém ousava interromper. Ela ditava o ritmo, deslizando os dedos, apertando, massageando, descobrindo, se tocando. Imaginando. Sentindo. Querendo. Saciando, saciando essa vontade louca, essa necessidade de algo acontecendo em sua vida. Vida que andava mais parada do que nunca, e que nesses momentos de insanidade, transformava-se em tumulto. 
Boom! Boom! Boom! 
Ela podia ouvir o som, como fogos de artífico no ano novo, brilhando e explodindo lá no céu. Isso, céu. Ela jurava que podia voar, que voava, tal liberta se sentia. Sem amarras, sem foco, sem história, sem partida nem ida. Somente o meio. Somente o acontecimento. Sem despedidas, sem "me desculpe, não foi minha inteção". Sem ninguém chamando o táxi para ela ir as três da manhã. Sem bebidas que a tiravam do seu eixo, que a faziam esquecer. Não, somente ela. Seu corpo, seu tato, seus sentidos, estava fora de si. Sem pensar, sem raciocinar. Somente a loucura.
Boom! Boom! Boom! 
Ecoando em seus ouvidos, fazendo pressão. Respiração falha, coração batendo rápido, querendo sair do peito, precisando de ar. E de repente, sem chão. Sem ar, sem paredes, sem casa, sem corpo. 
Boom! Boom! Boom!
Era alma. Era desejo. Era sentido. Era tudo e era nada. 
Rodando sem órbita, rodando e rodando e rodando, e sorrindo e andando e cantando. Completa, incompleta, satisfeita, reduzida a pó. Cinzas. Que se reconstroem, como a Fênix. 
Boom! Boom! Boom!
Delicadamente ela caía, em partículas de estrelas, de gotas, de prazer, de nada, de tudo.

Coisa Linda, Coisa Fofa, Coisa Minha


E lá estava eu, mais uma vez me vestindo para tentar chamar sua atenção. Que roupa usar? Saltos... Não, não fico confortável com eles. Sandálias, ok. Uma blusa legal, me olho no espelho uma, duas, três vezes. Pode ser. Maquiagem? Claro, onde ela trabalha estão sempre de maquiagem. Perfume, anéis, pulseiras. Mais de uma vez, checado. 
Porta. Tranca. Carro. Shopping. Estacionamento. Muita gente. Família, avó, irmã, mãe. Para pra ver um terno, foi para isso que fomos lá, certo? Pra mim, errado. Não fui pra ver terno, calça, muito menos pra ver gente. Fui para vê-la. 

Um Amor Além da Vida: 26 - Sempre O Destino



Capítulo 26 – Sempre o Destino

Já fazia alguns meses que eu estava com o Diego, ele era um garoto incrível! Dávamos-nos muito bem, e pelo menos ele estava me fazendo feliz, ou era o que eu queria acreditar. Eu não falava mais em Clarice, para a alegria de minha mãe, mas não podia deixar de pensar nela. De vez em quando conversava com Carla e perguntava como ela estava. Carla respondia que estava cada vez pior, triste, chateada, magoada. E eu queria me bater por dentro ao saber que eu era a causa da tristeza dela, por eu ter sido covarde, mas não fazia absolutamente nada para ajudar.

Vídeo: Sapatão da Depressão 3


Assisti pelo facebook e amei! Muito legal e em algumas partes, totalmente válido! 
Vale a pena assistir :D

Cabides, Cabedos, Cabendo


E eu estava lá, e naquele momento era só eu e o escuro, o castanho-preto-escuro-não-sei-definir-a-cor, mas era lindo. Meus dedos gelados escorregavam, indecisos, incertos, vai-não-vai. Enrosca. Distorce. Desliza por entre os fios macios e meio embaraçados, embaraçada estava eu, ao ter a cara de madeira suficiente para pedir para tocar. Mexer. Brincar. E depois de um rápido mexer de lábios sibilando, sussurrado, sem sentido sim, o que fazer? Tranças. Eternas Tranças Transadas Terríveis Tranças Trançadas Trabalhadas Trapalhadas Tratantes Tranças Tratei de fazer.

Um Amor Além da Vida: 25 – Andar Sem Sair do Lugar



Capítulo 25 – Andar Sem Sair do Lugar

Já devia ser madrugada quando bati desesperadamente na porta de Carla e joguei-me nos seus braços quando a porta foi aberta. Sentamos no sofá e eu fiquei um tempo chorando, enquanto as mãos dela acariciavam meus cabelos. Marina voltou da cozinha com um copo d’água que me entregou, sentando depois na poltrona a nossa frente. Ficou olhando-me preocupada, e de vez em quando olhava mudamente para Carla, por fim, levantou-se dizendo que estaria no quarto. Depois de um tempo, e já mais calma, olhei para Carla, como se tudo tivesse acabado.

Poesia: Conversa



"Conversa"

Idiota! Faz horas que está ao lado do telefone. Sai daí agora!
Não, ela disse que ia ligar. E eu disse que ia esperar. Não saio.
Quando vai perceber que ela é a rainha da mentira? Sempre te engana!
Ela é a rainha do meu mundo. Ela nunca mentiria para mim. Eu sei.

Vídeo: Maca and Vero - Inside and Out


Minha amiga me mostrou esse fanvid sobre uma série espanhola de hospital, onde as moças principais são essas duas. Apesar de parecer que só há uma temporada, elas são lindas e formam um casal muito lindo e sexy. Espero que gostem do vídeo.

Girl Talk: Mulher Amiga da Onça


Se você veio aqui achando que esse post é sobre uma amiga que é mais inimiga e só quer lhe ver se ferrar e falar mal de você pelas costas, pode dar meia volta e procurar o site da todateen. Aqui irei falar sobre a Mulher Amiga da Onça, aquela sua amiga hétero, sabedora da sua condição de sapa, e que ainda assim insiste em aparecer de decote perto de você...

Conto - Romanticídeo



Conto - Romanticídeo

Ando sem rumo por essas ruas escuras, perdi minha consciência, já não sei quem sou e nem o que faço nesse momento. Apenas continuo caminhando em busca... Do quê? Não faço a menor idéia. Pedaços de memória aparecem e desaparecem simultaneamente em minha mente. Faço força para me lembrar de qualquer coisa, mas não consigo. Coloco as mãos na parede, tentando ver onde estou e percebo que elas estão sujas de sangue. Tateio-me na esperança de ter algum ferimento, buraco, arranhado ou qualquer outro vestígio de machucado em minha pele. Nada. E mesmo assim continuo suja de sangue. Tento lembrar o que aconteceu desesperada. Se o sangue não é meu, de alguém tem que ser...
Praticamente todas as minhas poesias são antigas, faz muito tempo que não escrevo mais poesias, e a maioria delas é triste, pois foi quando eu comecei a escrever. Foi a forma que eu achei, naquela época, de colocar para fora o que eu sentia: raiva, dor, tristeza, medo, etc. Muitas delas não rimam, nunca gostei de rimas. Algumas delas são estranhas, pequenas ou grandes, mas eu gosto. Então as postarei aqui de vez em quando, se quiserem ler e se gostarem ainda assim, fico feliz e agradeço. 

Poesia: Pior do que Você



Pior do que você

Como entender, como explicar esse mundo em que vivo?
Já não sonho mais com os seus braços nem sua voz. 
Agora há outra em minha cama me fazendo juras de amor.
Mas ainda há vestígios seus em meus textos surrados. 

Vídeo: Rizzles - 2 por 1



Um Amor Além da Vida: 24 - Como Se Fosse Uma Nova Vida



Capítulo 24 – Como Se Fosse Uma Nova Vida

A partir daquele momento eu sabia que estava tudo acabado, sem volta. Clarice saiu correndo e eu tinha sobre mim os olhos furiosos da minha mãe. Olhavam-me sem trégua, desaprovando minhas atitudes, com certa mágoa, dor, diria até um ódio contido. Minha mãe começou a gritar comigo, dizer que eu não prestava, que ela não podia acreditar no que eu tinha me transformado, no que ela me transformara...

Imagens Que Contam Histórias 14


Soprou o ar, vendo a fumaça saindo dos seus lábios frios. Estava frio. O dia estava cinza ou era impressão dela? Abraçou-se, sentindo a mágoa e a pequena dor que a partida havia lhe deixado. Haviam partido, mais uma vez. Fechou os olhos, tranquila, mas por dentro, havia um mar, um oceano de incertezas, medos e receios, os quais a corroiam por dentro. Ela havia lhe deixado. Aquela que diria que nunca a deixaria. Podia ser coisa de adolescente, chorar por alguém que ia embora. Não, não havia feito de propósito, mas ela deixara o país. Ela, seu grande amor, iria morar longe por muito tempo. Não sabia ao certo quando iria voltar, por isso, achara melhor deixar tudo terminado, assim não causaria danos. Mais? Já estava cheia de buracos e remendos e costuras. Partidas... Sempre nos deixam assim, meio sem jeito, sem graça, sem nada. O dia, a noite estava cinza. As estrelas mal espalhavam seu brilho raro, a lua se escondia atrás das nuvens, e ela ali, parada na estação, brincando de assoprar o vento para criar aquela fumacinha. Riu. Lembrou-se, então, que sempre achara que isso era uma besteirada de criança, e agora, com o seu amor partido, jurou que poderia fazer fumacinha todas as noites se isso fizesse com que a outra voltasse mais rápido. O trem havia partido. As pessoas haviam partido. Ela, seu único e grande amor, havia partido. Ela assoprou novamente, mas a fumacinha já havia partido...

Girl Talk: Mulher Encantada


Ela não decidiu ainda se continua menina ou se já é mulher, mas uma coisa é certa:
A Mulher Encatanda ainda vive no mundo dos contos de fadas e te arrasta para dentro do buraco na vida dela, sem ao menos lhe perguntar se você quer ir. E quando você percebe... Já mordeu a maça envenenada.

Um Amor Além da Vida: 23 - Desastre Complicado



Capítulo 23 – Desastre Complicado

Eu esperei em casa e logo Carla já estava lá para me acalmar. Conversou comigo e disse que ela conhecia a amiga que tinha. A Priscila só precisava de um tempo, mas logo voltava, não iria demorar muito. Carla ficou comigo o resto do dia, me animando e me colocando para cima, eu sentia muita falta da minha namorada. Esperei passar o fim de semana, não fiz nada de interessante, pois não me interessava mesmo, sem ela tudo ficava sem graça.

Vídeo: Alanis Morissette - Ironic


Sei que o vídeo não é novo, muito menos a música, e acredito que provavelmente já a ouviram.
Mas lembrei-me dela e ao ver o clipe de novo, fiquei pensando...
Que mulher que nunca cantou uma música de maneira doida e maluca quando estava sozinha ou com os amigos? Seja dentro de casa, dentro do carro numa viagem, ou no meio da praça. Estar feliz simplesmente por estar, e cantar a música como se não houvesse nada melhor no mundo inteiro. 
É saber que te olho estranho por dançar aquela dança maluca e não ligar. 
É ser você mesma. É não se preocupar. É querer se divertir. 
Espero que gostem do vídeo.

Conto - Cuidado Com O Que Desejas



Conto - Cuidado Com O Que Desejas

Estava escuro, mas ela não estava com medo. Seria a nova caçadora de vampiros? Ou a nova caçadora de fantasmas? Mataria lobos com a sua pistola carregada de balas de prata? Quem sabe não se transformaria na nova protagonista de uma série famosa, assim como tantas outras personagens que enfrentavam o sobrenatural com unhas e dentes? Talvez ficasse rica, aí poderia viajar pelo mundo aceitando os casos mais estranhos possíveis e se tornando a poderosa...

Conto - Liberdade



Conto: Liberdade

Seus passos ecoavam no quarto silencioso e escuro. Andou até a sacada que havia ali, debruçando-se na grade. Andrea observou a imensidão do céu negro salpicado de estrelas brilhantes, aquilo lhe dava paz. Desejou poder pular dali, jogar-se de braços abertos como se pudesse voar. Cair no esquecimento.

Um Amor Além da Vida: 22 - O Fim da Ilusão



Capítulo 22 – O Fim da Ilusão.

Eu dirigia pela estrada com o coração na mão. As lágrimas desciam abundantes pelo meu rosto, de vez em quando atrapalhando minha visão. Eu sei, talvez não tenha feito o certo, o mais correto, mas eu nunca soube mesmo o que fazer da minha vida. Eu não sou tão madura quanto eu gostaria, e não via outra saída. Ouvi o barulho do meu celular acusando uma mensagem recebida. Peguei-o e vi que era dela, eu sabia.

Vídeo: Dedilhadas50 - Respeite Seu Estilo


Eu sei que Dedilhadas já está aí no youtube faz um tempo, mas só por esses dias que tive tempo, comecei a ver e estou adorando. Assisti a esse vídeo em particular e gostei bastante, pois fala sobre o estilo de cada um. Acho que é uma coisa que todas as pessoas que se descobriram gays e estão começando a entender esse nosso mundo, se questionam. Eu já passei por isso, muita gente já passou e passa por isso, em querer se vestir de tal maneira pra ser reconhecido como gay, lésbica, ou em se vestir de outra maneira pra não parecer. Acho que vale muito a pena assistir. 

Girl Talk: Mulher Rebelde


Não, não é aquela mulher que queima sutiã em praça pública, grita e faz barraco reinvidicando seus direitos, isso é coisa para outros post... Hoje vou falar sobre a Mulher Rebelde, aquela rockeira que vive tocando guitarra ou violão e já te faz delirar a partir da oitava série/colegial. 

Vídeo: Tribal Fusion + BellyDance

Bem, no post anterior postei o capítulo 6 de Luxúria, e lá cito essa dança chamada Belly Dance, ou dança do ventre. Há várias vertentes da dança, como o Tribal Fusion. Uma amiga me falou sobre, e eu fui procurar alguns vídeos. Achei uma dança muito interessante, bonita, envolvente e sensual. Um tanto quanto hipnótica. Selecionei dois vídeos legais para pôr aquilo e para mostrar-lhes um pouco da dança, depois de lerem a história. Espero que gostem.




Luxúria: 6 - O Toque Da Paixão



Capítulo 6 – O Toque Da Paixão

            Desceram uma escada nos fundos da boate, estava escuro. Andaram por um corredor e entram em uma das salas. Além de uma luz baixa, o local estava fresco. Ao se acostumar com a luminosidade, Carmen percebeu que a sala estava cheia. Havia várias cadeiras e pufes espalhados, e várias pessoas sentadas. Na verdade, todas eram mulheres; era uma dança especialmente para moças. Margaret sentou-se em um pufe, colocando a morena sentada em seu colo; segurou em sua cintura. Alguns pares de olhos curiosos perceberam a ação, e em suas cabeças fervilhava o pensamento: quem seria aquela moça que conseguira ficar tão próxima de Margaret, ao ponto de estar naquela sala?

Olhos de Ressaca


Já dizia o grande Machado de Assis, que a Capitu tinha olhos de ressaca. E o que isso significava? Que ao se olhar nos olhos dela, tinha-se a sensação de ressaca do mar. Quando se anda na beira do mar, seguindo em linha reta, não se percebe, mas a ressaca vai te puxando para dentro do mar, por isso é preciso cuidado. 

Girl Talk: Drag Lesbos


Há quem diga que Drag Queens não tem nada a ver com mulheres, ou pior, com lésbicas. 
Será mesmo? 

Vídeo: The Hours - All The Things She Said


Não ia postar mais um vídeo tão já, mas... Eu preciso ler um livro para fazer um trabalho de literatura inglesa, e o livro é "Mrs Dalloway" da Virgínia Woolf. Estou lendo o livro, e fiquei sabendo que havia um filme chamado: (As Horas) que foi baseado no livro, então baixei e assisti. Muito bom, maravilhoso! E qual não foi a minha surpresa, ao me deparar com várias nuances de homossexualidade no filme? Mas falando sério, é algo bem sutil e bem trabalhado. Então, achei esse vídeo que fizeram com a música All The Things She Said e eu achei que ficou bem legal, então, enjoy it!  

Um Amor Além da Vida: 21 - O Início da Dor



Capítulo 21 – O Início da Dor

Eu simplesmente não podia acreditar no que meus olhos viam. Eu acordei naquela madrugada fria e vi Priscila de pé, trocada, arrumando uma mala. Minha cabeça começou a girar... O que ela estava fazendo?

- Aonde você vai? – eu perguntei ainda com sono.

Incompatibilidades


Enquanto eu como meu big mac de um lado da mesa, ela morde uma maça à minha frente. No intervalo, como doces: trufas, que delícia! Ela se limita a um chocolate, lamentando-se. Fala para os alunos sobre doenças relacionadas à obesidade, e eu engulo em seco, tendo plena consciência de estar acima do peso. E ela? Uma magreza que só vendo! E então, bate a insegurança. Será que eu seria assim, tão extraordinária para conseguir sair com uma moça como ela? 

Vídeo: Tibette - Dance with me


Apenas mais um vídeo feito por fãs para nos entreter. Adorei a música e acho que combinou muito bem com o vídeo. Espero que gostem, só pra constar, é tibette (Tina e Bette) da série The L Word.

Conto - Bleed For Me



Conto - Bleed For Me

Os meros mortais querem amar para sempre, passam a vida toda buscando o amor. Mas eu descobri que não quero amar, pois amar dói. Machuca. E depois que seu coração é despedaçado uma vez, ele nunca mais volta a ser o mesmo, você nunca volta a ser quem era. Sempre faltará uma parte.

E quem ama uma vez, quando ama de verdade, nunca mais esquece, nunca mais deixa de amar. Podemos negar ou tentar esquecer, mas de nada adianta, pois no fundo sempre saberemos que é pra sempre.

Girl Talk: Mulher Imã


Não, não é aquele tipo que gruda e não solta mais, isso daí é tema para outra postagem... 
Mulher Imã é aquela que quando passa, atraí todos os olhares para ela, seja você da espécie dos machos ou da espécie das sapas, seja da classe lady ou bofinho, você vai olhar!

Um Amor Além da Vida: 20 - Dias Melhores. parte 2.



Capítulo 20 – Dias Melhores. Parte 2.

Os minutos, as horas, os dias passavam sem que nos déssemos conta. Era como seu eu vivesse um conto de fadas, sem o príncipe, claro. Mas para quê eu iria querer um príncipe com uma princesa tão linda ao meu lado? Clarice me satisfazia em tudo, me fazendo a mulher mais feliz do mundo. Carla e Marina começaram a namorar, acabamos formando um quarteto imbatível, já que Marina era super engraçada e amiga.

Sem Rosto, Somente Ousadia


Todos falavam da sua ousadia. Alguns adoravam, outros odiavam. Como ousava fazer um escândalo como aquele? Ser diferente dos demais? Como ousava falar o que não devia? Não se deve abrir os olhos das pessoas! Não se deve falar palavrão, não se deve ser você mesmo! No mundo de hoje, cale a boca e siga os demais. Porque ser diferente, quando você pode ser igual? É, igualmente burro, estúpido e falso como todos os outros. Seu rosto? Nunca mostrava. Preferia mostrar os seios do que o próprio rosto. Por que? Bem, com os seios criava polêmica, fazia com que houvesse divergências, discursos, discussões e sempre fazia com que alguém se manifestasse. Mas o rosto, esse mostrava seu coração, e isso as pessoas não podiam ver. Veriam o quão frágil e emocionalmente abalável ela era, e isso ela não podia permitir. Preferia ser vista como aberração, diferente, estranha. Já haviam-na chamado de puta, vagabunda, tola, sem vergonha. Criticaram-na. Disseram que nunca seria alguém. Falavam mal, cuspiam, rasgavam seus livros em praça pública. E ela ria. Conseguira o que queria. Se estavam fazendo aquilo, era porque o que escrevia fazia as pessoas acordarem. Deixarem de ser mais um sem rosto na multidão. Ela dava voz aos cansados e esperança aos mais novos. Mas seu rosto? Seu coração? Quem era de verdade? Deixava escondido. Ninguém poderia achar. Ninguém.

Girl Talk: Mulher Macho


É disso que vim falar, mano! 

Vídeo: Ana Carolina - Eu comi a Madona (remix) - Clipe Oficial



Querendo ou não, sendo heterossexual, bi ou lésbica mesmo, o fato é que a Ana Carolina é uma das melhores cantoras de MPB, com uma voz linda, maravilhosa e poderosa. Além de, é claro, quando canta, fazer com que todas as mulheres morram de amores por ela. E cantando essa música, mesmo sendo bi-e-daí, Ana Carolina desperta os sonhos mais selvagens e os pensamentos mais maliciosos que as mulheres podiam ter. Aproveitem!

Vídeo - Do It Like a Dude (Jessie J Acoustic Cover) - Megan Vice



Ela tem uma voz incrível e eu gostei do vídeo, cheio de atitude.

Imagens Que Contam Histórias 13


Seria ela lésbica? Não, não poderia ser. Isso era só... o quê? Vai ficar inventado desculpas agora? Ela só queria esquecer, não ter que decidir, não ter que pensar. Acendeu um cigarro e deu a primeira tragada, aquilo a relaxou. Deixou a fumaça sair, acalmando-a. Sorriu de canto, ainda tinha os seios expostos, os mesmos seios que à pouco estavam na boca da outra. Aliás, todo o seu corpo tinha estado em contato com o de outra mulher. Aliás, gozara várias vezes, sentira prazer, fora tocada como nunca antes. Mas então porque continuava tensa, achando que fizera algo de errado? Pelo amor de Deus, você não é mais uma menina! Era o que falava para si mesma. E ainda assim, sentia-se constragida. Nervosa, querendo sumir. Mundos tão diferentes, pessoas tão diferentes... Achava que iam apontá-la na rua sabendo que tinha transado com uma mulher. Nunca fora tão tola! Ninguém sabia de verdade. Não havia vestígios além do seu próprio medo. Tão diferentes e singulares, e ao mesmo tempo tão iguais e comuns ao resto da população! Garotas que gostam de garotas. Andam por aí, lhe olham, lhe abraçam, lhe desejam, lhe comem. No sigilo, como felinas que se aproximam da presa. E no fim do dia, carregam aquele sorriso sacana no rosto, depois de terem transado no banheiro feminino, saem como se nada tivesse acontecido, e seus maridos nada desconfiam. O cigarro estava chegando ao fim. Deu mais uma tragada, e aquele sorriso sacana apareceu-lhe no rosto.

Luxúria: 5 - O Início de Duas Vidas



Capítulo 5 – O Início de Duas Vidas

            Acordou com a cabeça latejando, doendo. Estava de ressaca. Levantou-se, sentando-se na cama. Olhou ao redor, percebendo que estava em seu próprio quarto. Como chegara lá? Não fazia a menor idéia. Será que tudo não passara de um sonho? Não era possível. Olhou para si mesma e percebeu que usava o vestido da noite anterior, os sapatos estavam jogados perto do armário e a bolsa estava aberta no chão. Alguma coisa apitava perto dela. Depois de procurar no meio dos lençóis, achou o celular, que pedia bateria, ficara ligado a noite toda. Definitivamente não fora um sonho.

Personagem


É só mais um personagem que você criou em frente aos meus olhos. Desde então já era atriz. Ao longo dos anos a observei tirar a peruca, as roupas, desfazer-se das falas com que me envolvera em sua teia, mas ainda assim, não vi você. Continuei enxergando o papel que você representara pra mim, oh! doce papel. Os sentimetnos em mim ainda machucam, destróem, matam. Hoje, lhe vejo como a moça que é, mas não consigo enxergar. Endenter, compreender. Nunca sei quando é real e quando não é. Se sou eu que ainda me apego ao seu papel antigo ou se tem algo de você dentro disso. Para saber, eu precisava estar ao seu lado, mas isso é impossível, certo? Eu sei o quanto me odeia, o quanto me quer longe. Sei que sou louca demais, doida demais, paranóica demais e idiota demais para você. Sei que prefere a simplicidade de garotos e garotas que não sejam eu. Sei que a idealizei demais, quis demais, enlouqueci demais e lhe afastei demais. Mas ainda lhe quero. Quero conhecer, pegar, falar, brigar, sexar? Neologismos nunca foram minha praia mesmo. Apenas lhe quero. Não sei se é certo, não sei se é bom, não sei. Mas quero, ah se quero! E você não quer, será? Com tantos personagens, não posso saber. Só quero você, nua e crua na minha frente, olhando nos meus olhos, segurando em minha carne, minha pele. Eu quero, eu preciso, eu espero. Eu sonho, eu penso, e enlouqueço.

Vídeo: Dan Balan - Chica Bomb


Esse vídeo é simplesmente sexy! A música é legalzinha, mas o vídeo vale a pena. Quem aqui não teria um affair com as moças do vídeo? 

Um Amor Além da Vida: 19 - Dias Melhores. Parte 1.



Capítulo 19 – Dias Melhores. Parte 1.

Como eu posso dizer? Aquele foi um dos melhores dias da minha vida. Escutar da mulher que você ama um ‘namora comigo’? Não tem preço. Eu não me agüentava mais de felicidade. Deitei-a na cama e comecei a beijá-la, devorá-la, mostrando o meu amor de todas as maneiras possíveis. Eu amava aquela mulher mais do que tudo na minha vida, mais do que tudo o que eu já amara.

Fanfiction: O Presente



O Presente
Shipper: Rizzles
Tv Show: Rizzoli & Isles

            Jane procurava o presente perfeito. Precisava ser algo diferente e interessante, considerando a pessoa para quem ia o presente. Aproveitou uma folga mínima e estacionou o carro em frente a uma joalheria. Desceu do carro, mancando, e começou a olhar as jóias na vitrine. Logo após ver o preço, desistiu. Eram mais caras do que ela poderia comprar, e, além disso, a outra já deveria ter milhões de jóias. Não, seu presente deveria ser algo diferente daquilo. Voltou para o carro, e seu celular tocou. 

Fanfiction de Rizzoli & Isles

Bem gente, se houver alguém aqui que goste da série Rizzoli & Isles ou que esteja interessado, escrevi duas fanfictions sobre. Uma em português (que acho que vou postar aqui) e uma em inglês. Sim, minha primeira história em inglês! E parece que o pessoal está gostando! Então, se caso você saiba ler em inglês e estiver interessado, aqui está o link:

http://www.fanfiction.net/s/7440307/1/Be_My_Owner

E só para avisar, essa fic é sobre as duas Jane e Maura em um relacionamento, tem sexo e strap-on, então se caso não gostar, não leia.


Um Amor Além da Vida: 18 - Amanhã É 23


Capítulo 18 – Amanhã é 23
           
Segunda-feira de manhã eu levantei cedo, troquei de roupa para ir para a faculdade e fiz um chá com bolachas pra mim. Um sorriso dançava em meus lábios, eu estava tão feliz! Havia passado um final de semana e tanto com a minha Clarice, ela era tão fofa! Tomei meu café da manhã e fui para a faculdade. Logo quando cheguei Carla já veio me atormentar, digo, cumprimentar. 

Futuro do Pretérito, Não o Presente

Gostaria de poder esquecer esse amor que me sufoca, e deixar que a amizade e afeição que sinto pudessem te tocar. Sem todo esse meu exagero romântico e paranoico, talvez você não me odiasse tanto. Quando falava comigo era com tanta ternura e amizade, e agora, recusa-se a admitir que um dia me conheceu. Ah como eu gostaria de poder esquecer que lhe amo! Talvez seja um fantasma ilusório que coloquei em seu lugar, mas ainda assim, seria melhor sem ele. Mas não posso, não consigo separar esse sentimento que me esmaga, me sufoca. Como eu gostaria que você não me tratasse assim, como eu gostaria de ser diferente, como eu gostaria de fazer parte da sua vida novamente. 

Vídeo: Rizzoli & Isles


Eu precisava postar esse vídeo! É mentira, mistura de duas coisas diferentes, mas parece mesmo que a Sasha beijou a Angie em Rizzoli & Isles. Falando nisso, já deu uma olhada nessa série? Não? E o que está esperando? Uma detetive durona, engraçada, descolada, irônica e sarcástica, e uma médica legista toda certinha, elegante, que leva tudo ao pé da letra, bonita, e cheia de manias. Melhores amigas. Só? Tem certeza? Bem, Rizzoli & Isles é a pedida certa para quem gostaria de ver um seriado leve, com bom humor, policial e ainda com duas protagonistas cheias de nuances de roamance lésbico. Não sabemos se ainda irá acontecer ou não, mas torcemos para que sim!


Luxúria: 4 - Novas Experiências



 Capítulo 4 – Novas Experiências

            O show que Margaret fazia para fechar o dia, só acontecia às cinco da manhã, horário que fechava a boate. E o que ela fazia até lá? Era isso que Carmen estava prestes à descobrir. A ruiva procurava uma roupa no seu armário, enquanto se arrumava. Colocou a perna bem torneada em cima da cadeira, enquanto colocava a meia calça vermelha, sendo observada por Carmen. Esta, ainda deitada na cama, deliciava-se em observar aquele monumento, enquanto conversava.

Um Amor Além da Vida: 17 - O Ensaio



Capítulo 17 – O Ensaio

Cinco horas em ponto eu encostava minha moto em frente à faculdade da Priscila. Descemos e ela foi me guiando para dentro, apontando e explicando o que era o quê. Depois de sairmos da praça, fomos até minha casa e tomamos um banho, trocamos de roupa e eu a trouxe para cá. Chegamos ao anfiteatro da faculdade, que tinha umas poucas pessoas, e entramos pelo palco. Carla veio logo nos cumprimentar, juntamente com Rachel e mais umas pessoas, apertei a mão de todas elas distribuindo ‘ois’, até que um garoto veio cumprimentar Priscila.

Vídeo: The L Word - Love Game



Escapulida

            
       Vem, vamos lá, venha dar uma escapulida comigo. Não me importo em quebrar mais algumas regras, aliás, nunca quis seguí-las mesmo. Esquece o telefone, ele não vai te ligar agora, está trabalhando, lembra? Finge que necessita ir à casa de uma amiga que não vê a séculos. Isso, desliga o celular, e fica assim, todinha pra mim.

Um Amor Além da Vida: 16 - Meu Mundo Cor De Rosa



Capítulo 16 – Meu Mundo Cor De Rosa

Eu acordei na manhã de sábado com a luz do sol batendo em meus olhos castanhos. Levantei-me sentando na cama e vi que Clarice não estava ao meu lado, continuei olhando para o lençol em desalinho e sorri ao me lembrar de tudo o que acontecera ali. Ouvi um barulho vindo da cozinha e logo depois vi Clarice chegar com uma bandeja nas mãos.

Vídeo: Maroon5 - She Will Be Loved


Escolhi esse vídeo porque simplesmente me encantei com essa atriz, Kelly Preston, por culpa de uma amiga. Ela é linda e nesse clipe é impossível não se encantar por essa mulher. Além disso, foi daqui da onde tirei inspiração para escrever o conto "Entreolhares" espero que gostem do clipe.


Imagens Que Contam Histórias 12


Gostava de dizer que cada sarda presente em seu rosto era um ano a mais que ela tinha; adorava dizer que era o tanto de dinheiro que ganhava de natal; falava que era o tanto de namorados que tivera, e o tanto que perdera também. gostava de dizer que eram o reflexo das estrelas que brilhavam alto no céu. Envaidecia-se quando alguém lhe dizia algo agradável sobre as sardas; enraivecia quando zombavam delas. Contava mil e uma histórias de como as conseguiu, dependendo de quem conversava. Mas a sua favorita, era dizer que era o tanto de lágrimas que ela chorara por alguém. Nunca dizia o nome dessa pessoa. No fundo no fundo, suas sardas não eram países, nem estrelas, nem lágrimas, nem anos, nem luz, nem mancha, nem nada. Eram apenas o tanto de esperança que ainda residia dentro dela, que a fazia levantar-se toda manhã. Eram sua força. Ficavam logo abaixo dos olhos, que brilhavam ante à luz de mais um novo dia. Eram a sua válvula de escape ante as horridades que passara em casa, pai bêbado e mãe drogada, geralmente ela virava saco de pancada. 



Luxúria: 3 - Mostrando Ao Que Veio



Capítulo 3 – Mostrando Ao Que Veio

            Carmen conseguiu ficar na primeira fileira, de frente para o palco, que agora estava iluminado. Sentia uma enorme excitação à sua volta, que começava a contagiá-la. O palco ficou iluminado, e logo todos começaram a assobiar, enquanto a música da incrível Lady Gaga tomava o ambiente. Seus olhos se prenderam à imagem extraordinária de Margaret surgindo, por detrás das cortinas. Seu corpo estava coberto por uma saia curta e rodada, de seda negra e transparente, e na parte de cima havia apenas um pedaço de pano de seda negro que cobria os bicos dos seios. Seus cabelos caiam pelos ombros nus, e uma maquiagem pesada cobria seu rosto.

Um Amor Além da Vida: 15 - Nossa Primeira Vez



Capítulo 15 – Nossa Primeira Vez

Clarice abriu a porta de sua casa, nós entramos e ela voltou a trancá-la. Ela segurou em minha mão e fomos andando até o seu quarto, entramos e ela fechou a porta. Ficamos nos olhando um segundo, sem dizer nada. Eu perdia-me naqueles olhos que de tão pretos chegavam a ser azuis. Ela olhava atentamente cada parte do meu corpo, eu percebia que seus olhos passavam pelos meus, pela minha boca, meus seios, minhas pernas, barriga, pescoço... Ela me analisava completamente, admirando, sorrindo, querendo. Eu sorri para ela, fazendo-a sentar-se na cama que estava atrás dela.

Conto - Entreolhares



Conto - Entreolhares

Todos os dias eu ia para aquele ponto de ônibus, às três horas da tarde, e todos os dias eu a via passar por ali. Nunca trocamos uma palavra, mas eu conhecia seu tom de voz pelos dias que passava por mim falando ao telefone. Nossos olhos se encontravam e os dela, cor de chocolate, me contavam sua vida, seus momentos, alegrias e tristezas. Como ela era? Ah! Meu amigo, uma perfeição dos céus; pelo que eu saiba, tinha mais de trinta.

Imagens Que Contam Histórias 11


Olhava-me com aqueles olhos quase cinzas, bravos, quase bufando. O que eu poderia dizer? Enquanto abotoava a minha camisa, dizia um "Você já sabia que seria assim..." para ouví-la bufar novamente. A cama ainda cheirava a sexo do início da manhã, e ela não precisava se arrumar, já que era a sua casa. Dei um sorriso triste, colocando a calça jeans e me debruçando sobre ela. Dei um beijo estalado em sua bochecha, depois um beijo rápido nos lábos e umas mordidinhas no braço. "Não me culpe, ok? Sabe que não posso ficar... Não posso prometer, não posso. Não fique chateada comigo, juro que logo logo as coisas se acertam." Ela balançou a cabeça, sem concordar muito comigo, mas não queria brigar. Forçou um sorriso. Acabei de me vestir, e antes que eu pudesse sair, ela me disse: "Eu amo você, não se esqueça disso, Milla." E eu retribuí com um sorriso, seguido de "Não esqueço. Estarei de volta na madrugada.". Mandei-lhe beijos e saí. Minha esposa me esperava em casa, para que eu levasse nossa filha à escola e depois fosse para o trabalho. "Mammy!" segurei minha pequena nos braços, quando ela me chamou, dando um beijo na minha esposa, e o cheiro do seu cabelo me fez lembrar-me dos cachos negros daquela morena que eu tanto amava.

Vídeo: t.A.T.u. - All About Us


Primeiro que eu adoro a voz dessa banda, e esse clipe é maravilhoso. É claro, tem também o All The Things She Said, mas eu gosto desse. Fiz até um conto baseado na música, umas duas vezes. 

"They don't know, They can't see, Who we are, Fear is the enemy. Hold on tight for, Hold on to me,             'Cause tonight
It's all about us, It's all about, All about us, There's a thing that they can't touch, Cause you know ah-ah"

Um Amor Além da Vida: 14 - Festa à Fantasia. parte 2.



Cap 14 – Festa á Fantasia. parte 2.

            Aquela noite foi a mais incrível de toda a minha vida, uma noite inesquecível! Eu amava Priscila mais do que tudo, e não conseguia mais esconder, havia decidido que eu iria dizer a ela naquela mesma noite. Dançamos na varanda, e justo aquela música! Ela sabia que eu amava aquela música, e que tinha dedicado a ela. Eu dei a ela um colar com uma esmeralda, pequena, para que ela sempre se lembrasse de mim. E como sempre, Carla chegou para nos atrapalhar, nos empurrando para o meio do povo dentro da casa.

Amor Reciclável


Novamente acontecia, não sei em qual esquina esqueci de virar e quando percebi, já estava de fronte à um texto que me fez lembrar de você. Das minhas pobres e ilusórias fantasias, que jamais aconteceram. Brincando de tecer textos, fujo sempre da realidade que meu coração carrega em sentimentos, mas basta uma olhadela num texto aqui, outro acolá, já me pegava sorrindo bobamente e balançando a cabeça negativamente, dizendo: é assim mesmo, o que sinto. 
Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger