Vem viver comigo?


Eu quero te dar o mundo, pequena. Isso é normal? Talvez não seja... Mas quem disse que eu já fui normal um dia? Eu quero dividir meus momentos com você. Quero dividir minha garrafa de coca-cola, o pedaço de chocolate que estava perdido no armário, metade do sofá enquanto assistimos ao filme. Quero dividir minha pipoca. Dividir o frio que sinto deitada na rede com você. Quero dividir os momentos de dor, e quando suas lágrimas não pararem de cair, quero secar seu rosto. Quero dividir o peso do mundo. Assim, ele não será mais pesado. Às vezes me pergunto se não estou errada... Já me disseram que quem dá muito, pouco recebe. É verdade, até. Mas eu me sinto feliz assim. Ver o sorriso no seu rosto iluminando tudo a sua volta, me faz sorrir. Eu quero te ver feliz, pequena. Eu sei do seu potencial. Você vai ganhar o mundo, meu amor. E não se desespere, eu sei muito bem o lugar onde devo ficar. Aqui, ao seu lado. Você vai encontrar sua alma gêmea, e eu vou estar lá para aprovar se ela é boa pra você ou não. Você queria tanto, mas tanto, mas tanto alguém que fosse sua outra metade. E eu apareci. Talvez não seja a melhor metade. Talvez eu seja sua metade invertida, tão diferente e ao mesmo tempo tão igual a você. Mas essa é a graça.
E não pense que eu lhe dou tudo e não recebo nada em troca. Eu fico pois sinto o mesmo. Você me faz feliz, saca? Se disser "saquei" eu sei que entendeu, mesmo com uma palavra tão batida. Você é aquela que está comigo em todos os momentos. Você me aguenta! Sabe o que isso significa? Você merece uma medalha, minha pequena, pois me aguentar não é fácil não. Posso ser bem complicada e difícil de se lidar, afinal todos temos nossos dias de lua. Você me cativou, e eu te cativei. Sabe qual o nosso maior defeito, minha pequena? A distância. Se eu pudesse, eu construiria uma ponte que atravessasse o estado só para poder te ver. Se eu pudesse, comprava um patinete, arrumava a mala e me mudava pra sua cidade. Se eu pudesse... Eu te sequestraria, pra morar perto de mim. Infelizmente escolhi a profissão errada, não sei como fazer um aparelho que teletransporte. Ainda. Quem sabe o dia... Mas sabe por que insisto? Porque você vale a pena. Nossa amizade vale a pena. E eu não vou permitir que distância nenhuma se meta no meio do meu caminho. Eu já falei que sou insuportável, né? Pois é. Dói te ver triste, me sinto triste quando está pra baixo. Quero te alegrar, iluminar o dia. Eu nasci com essa luz própria, então eu decidi compartilhar. Eu nasci com essa fé inabalável, e eu preciso compartilhar, entende? Eu não estou aqui só por obrigação, por moral... Eu quero estar aqui. Com você, ouviu pequena? Me deixa ficar. Se a distância existe, a gente dá um jeito de driblar. Pega o celular, pequena, me deixa ouvir sua voz. Me deixa te ver por essa tela de computador até o dia em que eu possa te ver olho no olho. Eu sou egoísta, é um mal meu assim, te quero só pra mim. Você é minha pessoa. Vem cá, pequena, me abrace, sorria pra foto, e guarde esse nosso momento. Para que toda vez que a tristeza lhe assolar, você possa ver o quanto estou aí, mesmo sem estar. Eu não estou aí, você diz, e isso me rasga o peito. Se eu pudesse atravessar a tela do celular e esticar o braço e te alcançar... Mas eu me esforço, para estar quando não estou. E eu estou. Só digo isso. Um dia aprendo a fazer mágica e aí sim vai dar certo. Não fique triste, ok pequena? Sorria! Amanhã é outro dia. Vem viver comigo, pequena. Não morar, que é permanente. Não ficar, que é passageiro. Vem aproveitar a vida, vem viver comigo, vem?

2 comentários

  1. Amei, diz tanto com palavras tão simples! Muito bom ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, mesmoo! *-* Fico feliz que tenha gostado! :D

      Excluir

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger